google-site-verification: google9b055b63b145b2a7.html
conteúdo e formalização da ata de registro de preços

Conceito SRP

Diferenças entre SRP e licitações

Vantagens do SRP

Quais objetos devo usar o SRP
Quais modalidades licitatórias cabíveis por SRP
Tipos de licitações cabíveis por SRP
SRP passo a passo
Pesquisa de mercado por SRP
Fase de execução do SRP por concorrência
Fase de execução do SRP por pregão
Carona
Pregão presencial passo a passo
Ebook grátis sobre Ata de Registro de Preços em PDF
CLIQUE AQUI

Conteúdo e formalização da ata de registro de preços

Por Flavia Vianna
É importante que a ata contenha, no mínimo:

1) Qualificação dos fornecedores cujos preços foram registrados;

2) O Objeto licitado e seus detalhamentos, inclusive caso a licitação tenha sido efetuada por itens, deverá constar todos os itens e vencedores. Outra forma é, na ata, mencionar o objeto de forma sucinta e clara, direcionando ao termo de referência para ter acesso aos detalhes do objeto. Nesta hipótese, deverá constar na ata, por exemplo: “objeto: aquisição de material de expediente, conforme termo de referência”.

3) As condições de execução do objeto;

4) Preço unitário e, se for o caso, tratando-se de edital que tenha autorizado cotação por lote de quantidades mínimas, o valor do lote;

5) Procedimento para formalização de futuros e eventuais contratos administrativos decorrentes da Ata;

6) Órgão gerenciador e órgãos participantes;

7) Quantitativo máximo estimado para órgão Gerenciador, órgãos participantes e, caso o Gerenciador admita a adesão dos órgãos não-participantes (caronas) , o quantitativo máximo estimado para aquisição pelos caronas (respeitado o limite máximo, somados todos os caronas, de 5x o quantitativo máximo previsto para Gerenciador + Participantes).

8) Prazo de validade da Ata (até 12 meses).

Para efetivar sua formalização, é necessário:

I) Que seja assinada pelos fornecedores cujos preços foram registrados e;

II) A Ata, para iniciar sua vigência, deverá ter seu extrato publicado na imprensa oficial (art. 14, Decreto 7892/13 ).

III) Aprovação pela Assessoria Jurídica do Órgão Gerenciador (nos termos do art. 38, parágrafo único da Lei 8.666/93 ).

IV) Extrato da Ata de Registro de preços publicado trimestralmente na imprensa oficial (art. 15, § 2º, Lei 8666)

V) Divulgação no Portal de Compras do Governo Federal (Comprasnet) – art. 11, II, D. 7892/13 .

Atenção: Não há que se confundir a Ata de Registro de Preços com a Ata da sessão do certame; ambas deverão existir.
Voltar